A influência do PIBID no processo de formação inicial dos licenciandos em química da UFS/São Cristóvão

Laís Menezes, Wandson Santos, Genisson Barbosa, José Fernando Macedo, Lucas Santos, Edson José Santana, Maynara Menezes, Sigouveny Cruz, Yago Farias, Eliana Midori

Resumo


O presente trabalho apresenta alguns apontamentos que resultam de uma pesquisa sobre a formação inicial de professores na perspectiva das políticas públicas. A delimitação escolhida neste trabalho para pensar políticas públicas que retomem a centralidade da pesquisa nos processos pedagógicos é o Programa Institucional de Bolsas de Incentivo à Docência (PIBID). A reflexão aqui proposta buscou construir um estudo a fim de avaliar sua influência frente ao processo de formação dos licenciandos do curso de Química, especificamente, os bolsistas da Universidade Federal de Sergipe (UFS)/Campus São Cristóvão, ingressantes ao edital 2014/1. Os resultados evidenciaram que foi possível verificar, mesmo que “precocemente”, a influência do PIBID a favor do aperfeiçoamento dos currículos e da prática em sala de aula, e auxiliar na melhoria da qualidade do ensino de química. 


Palavras-chave


PIBID, formação inicial, Química.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.