Agalaxia contagiosa em ovinos e caprinos do Estado de Sergipe: dados preliminares

Autores

  • Osmário Marques Santos
  • Ana Cláudia Campos
  • Jamile Prado Santos
  • Patricia Oliveira Meira Santos
  • Eduardo Luiz Cavalcante Caldas
  • Anselmo Domingos Ferreira Santos
  • Elmiro Rosendo Nascimento
  • Roberto Soares Castro
  • Edísio Oliveira Azevedo

Palavras-chave:

Mycoplasma agalactiae, diagnóstico e semiárido.

Resumo

A agalaxia contagiosa é uma doença infectocontagiosa que acomete ovinos e caprinos e se caracteriza por mastite com diminuição na produção de leite seguida de agalaxia, poliartrites e ceratoconjuntivite. Pode ser causada por Mycoplasma agalactiae isolado ou em associação com M. mycoides subsp. capri, M. putrefaciens e M. capricolum subsp. capricolum. Apesar de ser uma doença emergente no Brasil, em alguns estados da região Nordeste se apresenta de forma endêmica. No entanto, até o momento, não há dados sobre a infecção no Estado de Sergipe. Assim, este trabalho tem como objetivo realizar um levantamento preliminar da doença em Sergipe. Foram analisados 194 soros de ovinos e caprinos procedentes das mesorregiões sertão e agreste do estado para detecção de anticorpos anti-M. agalactiae utilizando a técnica de ELISA indireto. A presença da bactéria foi pesquisada pela reação em cadeia de polimerase (PCR) em leite caprino. Todas as amostras de leite foram negativas na PCR, mas o ensaio imunoenzimatico (ELISA) revelou que 20 animais (10,3%) apresentaram anticorpos circulantes, indicando que a infecção está presente nos rebanhos estudados. Os resultados sugerem que novos estudos devem ser conduzidos para estabelecer o risco da disseminação para outros rebanhos.

Downloads

Publicado

2015-04-01

Edição

Seção

III Simpósio Sergipano de Buiatria