Tratamento da urolitíase obstrutiva em pequenos ruminantes utilizando a técnica de cistostomia com colocação de sonda de Foley: relato de caso

Autores

  • Jeferson Silva Carvalho UFBA
  • Roberto Viana Menezes
  • Eliene Barbosa de Lima
  • Alan Greison Costa Macêdo
  • Margareth Moura Ferreira
  • Karina Medici Madureira

Palavras-chave:

cirurgia, urina e uretra

Resumo

A urolitíase em pequenos ruminantes é um problema de origem multifatorial, caracterizada pela presença de urólitos depositados no trato urinário, podendo promover a obstrução parcial ou total e muitas vezes levar o animal à morte, necessitando na maioria das vezes de intervenção cirúrgica. O presente trabalho teve como objetivo relatar um caso de urolitíase obstrutiva em carneiro, raça Santa Inês, com oito meses de idade, criado em regime intensivo e que recebia alimentação em sua maior parte à base de concentrado, atendido no Centro de Desenvolvimento da Pecuária (CDP) da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Após confirmação da urolitíase obstrutiva, foi realizada como tentativa terapêutica, a ressecção do processo uretral, ocorrendo alívio na micção. Porém, três dias após a realização deste procedimento, o animal apresentou recidiva, evidenciando disúria e estrangúria, optando-se pela de técnica de cistostomia com colocação de sonda de Foley. Instituiu-se a terapia pós-operatória, com retirada da sonda no décimo sexto dia pós-cirúrgico, verificando recuperação da micção espontânea. A utilização da técnica de cistostomia com colocação de sonda de Foley foi bem sucedida no tratamento da urolitíase obstrutiva no ovino relatado

Downloads

Publicado

2015-04-01

Edição

Seção

III Simpósio Sergipano de Buiatria