Varicocele bilateral em ovino: relato de caso

Autores

  • Eliene Barbosa de Lima UFBA
  • Jeferson Silva Carvalho
  • Karina Medici Madureira
  • Tiago da Cunha Peixoto
  • Soraya Santos de Farias
  • Alan Greison Costa Macêdo
  • Roberto Viana Menezes
  • Margareth Moura Ferreira
  • Vitor Santiago de Carvalho

Palavras-chave:

degeneração testicular, cordão espermático e histopatologia

Resumo

Um ovino da raça Dorper foi atendido na Clínica de Ruminantes do Centro de Desenvolvimento da Pecuária (CDP) - EMEVZ/UFBA, diagnosticado com varicocele bilateral, após realização de exame físico e anatomo-histopatológico. O animal era proveniente do município de Entre Rios - BA. Na anamnese, o proprietário relatou que o animal apresentava aumento de volume escrotal e emagrecimento progressivo. O animal morreu no dia posterior ao internamento e na necropsia, os cordões espermáticos mediam 9,4 cm de comprimento, 6,2 cm de largura e 4,4 cm de altura, possuindo superfície irregular e multinodular. Os testículos encontravam-se atrofiados. As alterações histológicas revelaram que os cordões espermáticos apresentavam grandes trombos, obliterando quase que completamente as veias espermáticas nos plexos pampiniformes. Observou-se ainda leve a moderada fibrose intersticial dos parênquimas testiculares, e parte dos túbulos seminíferos encontravam-se desprovidos de epitélio germinativo (espermatogênico) caracterizando a degeneração testicular. Pode-se concluir que essa doença, acompanhada de trombose na veia espermática interna prejudicou a termorregulação levando a ocorrência de degeneração testicular, conforme pôde ser verificado neste trabalho.

Downloads

Publicado

2015-04-01

Edição

Seção

III Simpósio Sergipano de Buiatria