Susceptibilidade antimicrobiana de Staphylococcus coagulase positiva isolados de vacas com mastite em Sergipe

Autores

  • Wemerson de Santana Neres
  • Osmário Marques Santos
  • Gabriel Isaias Lee Tuñon
  • Maria Regina Pires Carneiro

Palavras-chave:

mastite, tetraciclina e resistência.

Resumo

Este estudo objetivou avaliar a susceptibilidade antimicrobiana de isolados Staphylococcus coagulase positiva (SCP) de amostras de leite de vacas com mastite clínica e subclínica em Sergipe. Foram isoladas cepas SCP a partir de amostras de leite de vacas com mastite, as quais foram submetidas ao teste de susceptibilidade a antimicrobianos pelo método de difusão com discos. Do total de amostras coletadas, 92,7% (102/110) foram de animais com mastite subclínica e 7,3% (8/110), com mastite clínica.  Foram obtidas 79 cepas SCP em 24,5% (27/110) das amostras. O antimicrobiano que apresentou maior resistência foi tetraciclina, observada em 41,7% (33/79) dos isolados e, resistência intermediária, em 1,3% (1/79). Resistência intermediária foi constatada também à ciprofloxacina, 21,5% (17/79) e eritromicina, 70,8% (56/79). Foi possível detectar a resistência à tetraciclina entre os isolados, além de correlacioná-la ao uso abusivo e inadequado deste antimicrobiano por produtores da região.

 

 

Downloads

Publicado

2015-04-01

Edição

Seção

III Simpósio Sergipano de Buiatria