Uso da gliricídia (Gliricidia sepium) para alimentação animal em Sistemas Agropecuários Sustentáveis

Autores

  • Brisa Marina Silva Andrade
  • Samuel Figueirêdo de Souza
  • Cristiano Moraes Campos Santos
  • Sonise dos Santos Medeiros
  • Paulo Sérgio Santos da Mota
  • Fernando Fleury Curado

Palavras-chave:

alimentação de ruminantes, banco de proteína e transferência de tecnologias

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo apresentar as diversas experiências obtidas a partir da utilização da gliricídia (Gliricídia sepium) em Sistemas Agropecuários Sustentáveis tendo como foco principal a sua utilização na produção de forragem para criação de ruminantes em regiões semiáridas, buscando atender as exigências nutricionais proteicas com baixo custo de produção. A gliricídia foi utilizada na implantação de 22 Sistemas Agropecuários Sustentáveis, distribuídos em 12 municípios do Território Agreste Alagoano e em 10 municípios Sergipanos, sendo 6 localizados no Alto Sertão Sergipano. Optou-se pela produção da gliricídia mediante preparo de mudas, seguidas de transplante ao atingirem 50 dias ou cerca de 20 centímetros de altura. As mudas foram transplantadas para covas com profundidade compatível com a altura dos saquinhos onde foram produzidas, implantando-as em fileiras duplas para arranjos consorciados com grãos e raízes, ou em arranjo adensado para formação de banco de proteína. Em ambos os arranjos, a gliricídia foi implantada com o objetivo de servir como complemento alimentar na dieta de bovinos leiteiros e de ovinos, proporcionando o acréscimo significativo na produção do leite e na engorda dos cordeiros, bem como foram relatados aumentos na produção de grãos, raízes e no desenvolvimento da palma forrageira. Os resultados foram obtidos a partir dos depoimentos dos produtores que tiveram acesso à tecnologia e às capacitações em torno da mesma. Com base nos diversos depoimentos, concluiu-se que independente da localidade onde o Sistema foi implantado, a Gliricídia sepium teve um bom desenvolvimento, notória aceitação e, além de aumentar a produção de forragem de elevado valor nutricional a baixo custo, ocorreu o aumento na produção animal através do fornecimento dela como complemento da dieta dos animais.

Downloads

Publicado

2015-04-01

Edição

Seção

III Simpósio Sergipano de Buiatria