Promoção da saúde na escola: um estudo com professores do ensino médio

Marilia de Rosgso Krug, Rui Guilherme Fernandes Pedroso, Paulo Henrique Oliveira Pedrotti, Félix Alexandre Antunes Soares

Resumo


Com o objetivo de analisar como os professores do ensino médio concebem o ensino de questões correlatas à saúde, foram entrevistados seis professores do ensino médio de uma escola estadual de um município do Noroeste do Rio Grande do Sul, que responderam a uma entrevista semiestruturada. As informações foram interpretadas a partir da análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram uma concepção de saúde vinculada, principalmente, as características e comportamentos individuais da pessoa. As principais estratégias/ações de ensino utilizadas eram aulas expositivas dialogadas e vídeos e pesquisa na internet. O ambiente onde a escola estava inserida, o descaso dos pais em relação a saúde de seus filhos e a falta de conhecimento específico do assunto emergiram como as principais dificuldades enfrentadas pelos professores para o ensino dessa temática. A maioria dos professores afirmou não ter tido nenhum preparo, na formação inicial, para o ensino de saúde na escola e os que tiveram declararam ter sido insuficiente, mas mesmo assim abordavam assuntos que eram de interesse dos alunos além da higiene e os relacionamentos sociais. Observou-se que os professores do ensino médio da escola estudada necessitam de uma qualificação específica e maior suporte com relação à prática da saúde escolar, já que a saúde é um dos temas transversais emergentes em nossa sociedade devendo assim estar contemplada nos conteúdos de todas as disciplinas que devem prover experiências conducentes à vida sadia.


Palavras-chave


Promoção da Saúde. Escola. Estratégias de ensino.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.