Avaliação dos níveis de Aceitação e de Intenção de Compra da polpa de laranja Pêra congelada e criocongelada.

Luiz Gomes Souza, A. S. Moura, M. A. G. Carnelossi, A. A. Castro

Resumo


A qualidade da polpa da laranja (Citrus sinensis L. Osbeck)in natura” pode ser definida como um conjunto de características onde devem ser considerados os atributos físicos, químicos, bioquímicos, microbiológicos, sensoriais e relações entre essas medidas objetivas e subjetivas. É um produto complexo constituído por vários componentes orgânicos voláteis e instáveis responsáveis pelo seu sabor e aroma, além de açúcares, ácidos, sais minerais, vitaminas e pigmentos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a aceitação e a intenção de compra de polpa de laranja congelada por diferentes métodos durante o armazenamento. As amostras foram congeladas por três diferentes métodos: congelamento mecânico em freezer doméstico à -21°C (C.M.), sob injeção de vapor de nitrogênio à -170°C (C.V.) e sob imersão em nitrogênio líquido à -196°C (C.I.). Foram realizados Testes Afetivos de Aceitação e de Intenção de Compra com escalas hedônicas de categoria verbal de nove e de cinco pontos, respectivamente. Os resultados obtidos nos Testes de Aceitação não apresentaram diferenças significativas (p≤0,05) nos atributos aparência, sabor, textura e impressão global e as médias obtidas apresentaram-se entre os termos hedônicos “Gostei ligeiramente” e “Gostei muito”, com exceção do atributo sabor que se situou entre os termos hedônicos “Gostei moderadamente” e “Gostei ligeiramente”. Apenas o atributo aroma apresentou diferença significativa (p≤0,05) e denotou uma maior aceitação pelas amostras C.M. e C.V. em comparação com a amostra C.I., representadas também entre os termos hedônicos “Gostei ligeiramente” e “Gostei muito”. As médias obtidas durante os Testes de Intenção de Compra não apresentaram diferenças significativas (p≤0,05) entre as amostras apresentando-as muito próximas ao termo hedônico “Provavelmente compraria”.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.