Avaliação da eficiência da dietoterapia em pacientes fenilcetonúricos pelo acompanhamento periódico dos níveis de fenilalanina sanguínea

Autores

  • Reginaldo Almeida da Trindade Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências da Saúde Faculdade de Farmácia Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas

Palavras-chave:

Dietoterapia, Fenilalanina, Fenilcetonúria

Resumo

As hiperfenilalaninemias são distúrbios metabólicos que causam aumentados níveis sanguíneos do aminoácido fenilalanina levando ao desenvolvimento anormal dos pacientes quando não tratados adequadamente. Neste trabalho avaliou-se a eficiência do tratamento de restrição dietética em pacientes fenilcetonúricos pelo acompanhamento mensal dos níveis de fenilalanina sanguínea. Tratou-se de estudo descritivo transversal com amostra populacional de 21 pacientes fenilcetonúricos submetidos à dietoterapia, e que realizaram acompanhamento mensal dos níveis de fenilalanina sanguínea no Laboratório Central do Piauí. Os níveis de fenilalanina sanguínea mensais foram analisados ao longo de um ano após o início do tratamento. Dos pacientes estudados, 52,4 % eram do sexo masculino e 47,6 % do sexo feminino. A confirmação do diagnóstico de fenilcetonúria ocorreu entre 31-60 dias e após o segundo mês de nascimento em 60 % e 40 % dos casos, respectivamente. Os valores da fenilalanina sanguínea permitiram classificar os pacientes em três grupos: responsivos (33,3%), não responsivos (23,8%) e de resposta anômalo (42,9%). Todos os pacientes responsivos tinham idade inferior a 4 anos, e a maioria do perfil anômalo tinha idade superior a 10 anos, mostrando menor adesão ao tratamento. A eficácia do tratamento com dietoterapia na redução dos níveis de fenilalanina sanguínea foi vista principalmente em pacientes mais jovens (<4 anos). Pressupondo-se que nesta fase o tratamento é mais eficaz, possivelmente devido ao maior acompanhamento das equipes multidisciplinares, além do controle exercido pelos pais. Outros estudos de caráter individual são necessários para investigar e redirecionar o tratamento dos pacientes não responsivos.

Biografia do Autor

Reginaldo Almeida da Trindade, Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências da Saúde Faculdade de Farmácia Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas

Atua em Diagnóstico Clínico Laboratorial e desenvolvimento de sistemas de liberação controlada para moléculas bioativas.

Downloads

Publicado

2014-10-12