Radioterapia de Glioblastoma: Reorganização das Vias de Manutenção do Genoma

Jane Kelly Ludwig, Claudia Lange Dos Santos, Éder Maiquel Simão

Resumo


Glioblastoma é um tumor cerebral muito agressivo que ocorre nas células da Glia. O tratamento consiste em quimioterapia, cirurgia e radioterapia. A radioterapia é um método de tratamento que utiliza radiações ionizantes para destruir as células cancerígenas. As células possuem mecanismos de manutenção do genoma distribuídos em vias de apoptose, resposta aos danos do DNA (DDR) e ciclo celular. Essas vias são formadas por conjuntos de proteínas e desempenham funções específicas dentro do organismo (ex. promover a morte celular). A mutação dessas proteínas associada à falha desses mecanismos de manutenção do genoma (MMG) podem provocar a ativação de mutações e consequentemente levar ao desenvolvimento do câncer. O objetivo deste trabalho é identificar as vias e proteínas expressas no tratamento do câncer utilizando softwares livres de análise estatística desenvolvidos em plataforma Fortran e mostrar os efeitos ocasionados pela radiação das vias MMG em tecidos cancerosos. Nos resultados, foram encontradas nas vias MMG no glioblastoma tratado com radioterapia, ativação das vias de apoptose e resposta aos danos do DNA, indicando que há morte dos tecidos carcinogênicos provocados pela radiação e que algumas células estão desencadeando um processo de reparação e morte do DNA.


Palavras-chave


radioterapia, mecanismos de manutenção do genoma, câncer

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.