Estimativa do tempo de exposição à radiação solar para desinfecção de águas residuárias domésticas

Autores

  • João Gabriel Thomaz Queluz Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista
  • Donizeti Aparecido Pastori Nicolete Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista
  • Thais Regina Alves Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista
  • Rodrigo Máximo Sánchez-Román Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista

Palavras-chave:

SODIS, Águas residuárias domésticas, Reúso agrícola

Resumo

O reúso de águas residuárias domésticas na agricultura é uma importante ferramenta para o gerenciamento dos recursos hídricos. No entanto, essas águas contêm patógenos que devem ser previamente inativados. Uma opção promissora para tratamento dessas águas é a desinfecção solar. Portanto, o objetivo deste trabalho foi estimar o tempo de exposição à radiação solar necessário para desinfecção de águas residuárias domésticas até níveis adequados para reúso agrícola, considerando as variações espaciais e temporais da incidência de radiação solar no estado de São Paulo. Para isso, foi utilizado um modelo matemático que representa a população remanescente de coliformes fecais em águas residuárias após exposição a uma determinada dose de radiação solar e dados de radiação solar obtidos pelo projeto SWERA. A partir disso, foram gerados 12 mapas da eficiência da desinfeção solar, para todas as estações do ano e para três concentrações de sólidos suspensos totais na água residuária doméstica. Os resultados indicam que a eficiência da desinfecção solar varia de acordo com as estações do ano, sendo que os melhores resultados são obtidos na primavera e os piores no inverno. Além disso, foi observado que quanto menor a concentração de sólidos suspensos, maior o potencial de aplicação da desinfecção solar no estado de SP.

Biografia do Autor

João Gabriel Thomaz Queluz, Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista

Departamento de Engenharia Rural

Donizeti Aparecido Pastori Nicolete, Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista

Departamento de Solos e Recursos Ambientais

Thais Regina Alves, Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista

Departamento de Engenharia Rural

Rodrigo Máximo Sánchez-Román, Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista

Departamento de Engenharia Rural

Downloads

Publicado

2015-05-09

Edição

Seção

Artigos