Efeitos fisiológicos atribuídos ao teste de frio e adição de reguladores vegetais em híbridos de milho

Autores

  • Ivan Ricardo Carvalho Mestrando da Universidade Federal de Santa Maria
  • Cleiton Korcelski Mestrando da Universidade Federal de Santa Maria
  • Sabrina Tolotti Peruzzo Mestrando Universidade de Passo Fundo
  • Diego Nicolau Follmann Mestrando da Universidade Federal de Santa Maria
  • Maicon Nardino Doutorando Universidade Federal de Pelotas
  • Velci Queiróz de Souza Professor/Departamento de Ciências Agronômicas e Ambientais/Universidade Federal de Santa Maria
  • Stela Maris Kulczynsk Professor/Departamento de Ciências Agronômicas e Ambientais/Universidade Federal de Santa Maria
  • Braulio Otomar Caron Professor/Departamento de Ciências Agronômicas e Ambientais/Universidade Federal de Santa Maria

Palavras-chave:

potencial fisiológico, fitorreguladores, hormônios

Resumo

O trabalho teve o objetivo de verificar a resposta de híbridos de milho quanto à utilização de doses de fitohormônios, buscando identificar pela curva de regressão a melhor dose x percentual de germinação da semente. O estudo foi conduzido no Laboratório de Produção e Tecnologia de Sementes da Universidade Federal de Santa Maria Campus de Frederico Westphalen - RS. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso organizado em esquema fatorial 4x5 sendo híbridos x doses de fitohormônio. Os híbridos de milho utilizados no estudo foram: 2A106, P1630H, P2530 e STATUS, estes submetidos às doses de 0, 5, 10, 15 e 20 mililitros por quilo de sementes de composto fitohormonal. A análise de variância revelou significância para interação híbridos x doses de reguladores vegetais para as variáveis, primeira contagem de germinação, percentagem de germinação, comprimento de parte aérea e radicular, massa seca de parte aérea e massa seca de plântula. A massa seca de radícula revelou ausência de interação entre os fatores. As doses de reguladores vegetais influenciam na magnitude dos caracteres fisiológicos em híbridos submetidos ao teste de frio. O híbrido P1630H responde positivamente a dose de 10 mL Kg-1 de reguladores vegetais, para os caracteres percentual de sementes germinadas e massa seca da parte aérea. Para o híbrido 2B688Hx efeitos positivos são revelados na dose de 5 mL Kg-1de reguladores vegetais, aos caracteres primeira contagem de germinação, percentagem de sementes germinadas, comprimento de parte aérea e radicular, massa seca de plântula e parte aérea.

Biografia do Autor

Ivan Ricardo Carvalho, Mestrando da Universidade Federal de Santa Maria

Experimentação Agrícola, Melhoramento Genético e Produção de Plantas

Downloads

Publicado

2015-03-06