Avaliação dos teores de fósforo e nitrogênio de efluente líquido doméstico pré-tratado na irrigação de Axonopus compressus

Autores

  • Tatiana da Costa UNIVATES
  • Odorico Konrad UNIVATES
  • Daniela Mazzarino Jachetti UNIVATES
  • Marluce Lumi UNIVATES

Palavras-chave:

efluente líquido doméstico, fósforo, nitrogênio, tratamento de esgoto.

Resumo

 

O efluente de esgoto tratado, quando reaproveitado para irrigação, possibilita que o solo e as plantas absorvam os nutrientes e a matéria orgânica presentes neste efluente. Pode-se afirmar que, absorvendo teores de N e P presentes no efluente, o sistema solo-planta servirá como um sistema de “polimento” da água residuária, podendo melhorar sua qualidade. Este trabalho objetiva avaliar os teores de fósforo total (P) e nitrogênio total (N) presentes no efluente final, lixiviado pelo sistema solo-planta, sendo a gramínea da espécie Axonopus compressus a escolhida para a realização do estudo. Os experimentos foram realizados entre os meses de junho e outubro de 2013, na Cooperativa de Distribuição de Energia Teutônia (CERTEL ENERGIA) e na Cooperativa Regional de Desenvolvimento Teutônia (CERTEL). Foram desenvolvidos nove protótipos de bancada (PBs) em escala laboratorial, divididos em triplicatas. As amostras testemunhas (T) foram irrigadas integralmente com água da chuva; as amostras T1, com 100 % de efluente líquido doméstico pré-tratado, e no tratamento T2 foi utilizada  50% de água da chuva mais 50% de efluente líquido doméstico pré-tratado, durante 31 dias. A gramínea da espécie Axonopus compressus contribuiu para o “polimento” do efluente de maneira que os teores de N e P fossem encontrados em menores concentrações no efluente final de todos os tratamentos. As amostras correspondentes ao tratamento T1 apresentaram a maior eficiência de remoção, sendo 59,73% para o P e 75,06 % para o N, enquanto que as amostras T2 apenas atenderam os limites de emissão para P e N estabelecidos pela Resolução Nº 128/2006, do Conselho Estadual de Meio Ambiente (CONSEMA).

Biografia do Autor

Tatiana da Costa, UNIVATES

Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas

Odorico Konrad, UNIVATES

Professor Doutor e pesquisador da UNIVATES (Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas) na área de resíduos sólidos e energias renováveis.

Daniela Mazzarino Jachetti, UNIVATES

Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas

Marluce Lumi, UNIVATES

Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas

Downloads

Publicado

2015-05-09

Edição

Seção

Artigos