Distribuição espacial das características granulométricas, morfoscópicas e composicionais dos sedimentos das praias de Aracaju – Sergipe

Luciana Vieira de Jesus, Ana Cláudia da Silva Andrade, Manuela Gavazza da Silva, Taís Kalil Rodrigues

Resumo


Este trabalho visa realizar a análise espacial das características granulométricas, morfoscópicas e composicionais dos sedimentos ao longo das praias de Aracaju, Sergipe. A metodologia incluiu a análise de 24 amostras de sedimentos superficiais da face de praia intermediária, coletadas a cada 1 km ao longo da costa. Os pontos de coleta foram georreferenciados com o GPS Garmin Colorado 400t. Em laboratório, a análise granulométrica dos sedimentos foi realizada pelo método de peneiramento à seco. Os dados foram lançados no programa Sistemas de Análises Granulométricas (SYSGRAN), que forneceu o tamanho médio do grão, o selecionamento, a assimetria e a curtose. Foram separados cerca de 300 grãos das frações mais grossas para a análise morfoscópica e composicional em lupa binocular. Posteriormente, os dados foram espacializados no programa de geoprocessamento ArcGis 9.3.1. Os sedimentos das praias investigadas são, predominantemente, do tamanho areia muito fina, moderadamente a muito bem selecionados, com curvas de distribuição simétricas e assimétricas negativas e, platicúrticas. Os grãos são subarredondados, com alta esfericidade e, compostos essencialmente por quartzo. No entanto, próximo à desembocadura do rio Sergipe os sedimentos apresentam características mistas, de ambientes fluviais e praiais, indicando a importância desse rio como fonte de sedimentos para essas praias. A caracterização dos sedimentos auxilia em programas de recuperação de praias, na determinação da sensibilidade ambiental ao derramamento de óleo, entre outros. Sendo por isso, de grande importância para o planejamento ambiental.


Palavras-chave


face de praia intermediária; análise espacial; desembocadura do rio Sergipe

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.