Iontoforese associada ao princípio ativo ácido ascórbico: Avaliação de difusão vertical “in vitro”

Giovana Sinigaglia, Laís Bresciani, João Alberto Fioravante Tassinary, Eduardo Périco, Simone Stülp

Resumo


A iontoforese é um método de incremento de permeação de substâncias pela pele com a utilização de corrente contínua. Neste estudo, será abordado o princípio ativo ácido ascórbico, que possui efeitos fisiológicos importantes na pele, tais como a sua atividade antioxidante; é um importante cofator da produção de colágeno pelos fibroblastos e ainda atua como inibidor da melanogênese, proporcionando um clareamento de manchas. Serão realizadas aplicações de iontoforese ”in vitro” em gel com hidroxietilocelulose associada ao princípio ativo ácido ascórbico 5% nos tempos de 0, 2, 5 e 10 minutos, para as quais haverá um grupo de aplicação da corrente e um grupo controle. A liberação e fluxo do ácido ascórbico serão avaliadas por difusão vertical “in vitro” utilizando-se a célula do tipo Franz com membrana de acetato de celulose. Pode se observar que houve um incremento da liberação e fluxo do ácido ascórbico quando comparada à difusão passiva. O fluxo de ácido ascórbico através da membrana de acetato de celulose sem a aplicação de iontoforese foi de 0,11336 mol/L/cm-²/h e com a aplicação da iontoforese o fluxo de ácido ascórbico aumentou para 0,15955mol/L/cm-²/h.


Palavras-chave


iontoforese; ácido ascórbico; difusão

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.