Identificação de áreas de garimpo de Ametista com o uso de imagens ASTER e processamento digital de imagens

Jean Marcel de Almeida Espinoza, Silvia Beatris Alves Rolim, Mauricio Soares Ortiz, Andre Bilibio Westphalen

Resumo


O presente trabalho apresenta a identificação de garimpos de ametista na região do munícipio de Ametista do Sul/RS através do processamento digital de imagens de satélite. O uso de imagens de sensores remotos para o mapeamento e discriminação de alvos geológicos está baseado na interação da radiação eletromagnética (REM) com estes alvos. Esta interação radiação-alvo é registrada em unidades do terreno, representadas nas imagens pelo valor em contador digital de cada um de seus pixels. Os valores observados nestes pixels correspondem à medida de um complexo processo de trocas de energia envolvendo a REM (transmissão, reflexão, absorção e emissão). Em detalhe, esta interação se dá pela absorção/emissão atômico-molecular da REM enquanto interage com os átomos e moléculas dos minerais da rocha. Com base neste conceito, se busca identificar a forma como estes compostos minerais interagem com a REM, através de suas respostas espectrais, ou seja, a maneira como cada mineral irá transmitir, refletir, absorver e emitir REMs.  O cruzamento desta assinatura com os valores correspondentes de cada permite a inferência estatística sobre que tipo de rocha ou mineral está presente em certo pixel de uma imagem digital. Com este princípio, foi utilizada uma imagem ASTER (Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer) da região do munícipio de ametista do sul, devidamente calibrada e corrigida, um conjunto de assinaturas espectrais correspondendo aos principais compostos de mineralizações de ametistas e rejeitos de seus garimpos e a posterior análise das correspondências entre estas assinaturas e os valores contidos na imagem ASTER através do reconhecimento de padrões por DCDP (Derivada 1ª). A partir deste método, construíram-se imagens temáticas indicando a probabilidade de presença de garimpos de ametista, posteriormente cruzada com dados de campo para fins de validação. O trabalho expôs o uso de dados de satélite como importante ferramenta de apoio ao monitoramento geológico e de atividades de mineração ao ar livre.


Palavras-chave


Espectroscopia de reflectância, Geologia, Processamento Digital de imagens

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.