Descartes e a emergência da ciência moderna

Autores

  • Onorato Jonas Fagherazzi Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

Descartes, Ciência Moderna, Método Científico.

Resumo

No presente artigo apresentaremos a importância de René Descartes para a Ciência Moderna. De fato, embora ele tenha contribuído com a evolução da geometria analítica, o plano cartesiano e a teoria do cálculo, suas contribuições não se resumem apenas à evolução da Matemática. Newton, Pascal, Leibniz, Malebranche e o próprio Kant, membro da academia real de ciências da Prússia, foram influenciados por ele. Por meio de seu ambicioso projeto da Mathesis Universalis, acabou também contribuindo com o próprio método científico moderno. Método esse, reconhecido como o da dúvida metódica, utilizado para suas conquistas expostas em seus livros Dióptrica, Meteoros e Geometria. Apresentado na obra intitulada Discurso do Método para Bem Conduzir a Própria Razão e Procurar a Verdade nas Ciências, é considerado por importantes filósofos da ciência, tais como Butterfield (1959) e Downs (1969), como sendo de grande relevância para a moderna evolução intelectual. O próprio Augusto Comte chega a reverenciar tal filósofo. Einstein (1981), que tinha um grupo de estudos nessa área filosófica, também faz o mesmo. Não apenas por ter sistematizado e apresentado a importância do método de uma ciência entendida como necessária e universal, mas, sobretudo, por ter demonstrado tal procedimento ser útil e em favor da técnica moderna e ter-se firmado até nossos dias. Aqui se destaca Descartes como grande âncora da cientificidade moderna.

Biografia do Autor

Onorato Jonas Fagherazzi, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Mestre em Filosofia - UFRGS

Doutorando em Educação em Ciências - PPGEC/FURG

Downloads

Publicado

2015-02-10

Edição

Seção

3ª Mostra de Produção Científica e Tecnológica