Propriedades tecnológicas da madeira de cedro gaúcho

Autores

  • Rafael de Avila Delucis Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)
  • Helio Renato Ceron Filho
  • Matheus Lemos Peres
  • Leonardo Weinert Correa
  • Roger de Avila Vega
  • Darci Alberto Gatto

Palavras-chave:

ultrassom, flexão estática, qualidade da madeira.

Resumo

O presente estudo teve como objetivo caracterizar a madeira de cedro (Cedrela fissilis Vellozo) por meio de suas propriedades físicas e mecânicas e estimar a idade de segregação de seus lenhos juvenil e adulto com base na variação radial da massa específica aparente a 12% (ρ12%). Foram selecionadas ao acaso três árvores com aproximadamente de 100 anos de idade, no município de Canguçu, Rio Grande do Sul. Do material selecionado, foram confeccionados corpos de prova, a cada centímetro a partir da medula até a casca, com as dimensões de 1,0 x 1,0 x 20,0 (maior dimensão para direção longitudinal), os quais foram climatizados ao teor de umidade de equilíbrio de 12%. Foram avaliadas a ρ12%, a velocidade de propagação de ondas de ultrassom (Vsom), o módulo de elasticidade dinâmico segundo o método ultrassonoro (Ed) e as propriedades mecânicas pelo ensaio de flexão estática (Em e fm). Estimou-se que o início da formação do lenho adulto ocorreu entre 34 e 46 anos da vida dos vegetais e a partir dessa divisão de lenhos verificou-se que todas as propriedades do lenho adulto denotaram-se mais elevadas do que as do lenho juvenil, exceto o fm, em que foi constada igualdade estatística nessa comparação.

Downloads

Publicado

2014-10-13