Dosimetria de pacientes masculinos submetidos ao exame de PET/CT cerebral para diagnóstico de comprometimento cognitivo leve

P. C. Santana, A. P. Mourão, P. M.C. Oliveira, M. Mamede, F. M.V. Carvalho, T. A. Silva

Resumo


O diagnóstico de Comprometimento Cognitivo Leve (CCL) pode significar um quadro inicial de demência, ou o aumento na probabilidade de desenvolver este quadro. O PET/CT (tomografia por emissão de pósitrons associada à tomografia computadorizada) tem apresentado excelentes perspectivas para o diagnóstico do CCL. O uso do PET/CT auxilia o diagnóstico, porém a dose efetiva nos pacientes é maior, já que depende do protocolo usado na tomografia computadorizada (CT) e da atividade do radiofármaco injetado no paciente. Assim, este trabalho avalia a dose em 38 pacientes do sexo masculino, submetidos a esta técnica para diagnóstico de CCL. Para a avaliação do nível de radiação proveniente da modalidade de imagem CT utilizou-se detectores TLD100 inseridos em um simulador antropomórfico Alderson Randon® masculino, submetido ao mesmo protocolo de aquisição de imagens ao qual os pacientes foram submetidos. A dose resultante da atividade do radiofármaco injetado foi estimada através do modelo proposto pela ICRP106. A dose efetiva devido a utilização da técnica de PET/CT para a produção da imagem foi de (5,12 ± 0,90) mSv. A contribuição para a dose efetiva devido a incorporação do FDG no cérebro foi de (0,12 ± 0,01) mSv e na tireóide (0,13 ± 0,02) mSv. A contribuição para a dose efetiva devido a irradiação proveniente do CT no cérebro e na tireóide foi de (0,18 ± 0,01) mSv e (0,010 ± 0,001) mSv, respectivamente. A utilização de protocolos de CT otimizados e a redução de atividade de FDG injetada podem auxiliar na diminuição da dose neste procedimento.


Palavras-chave


PET/CT; Dosimetria; Comprometimento Cognitivo Leve.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.