Análise do ensino de ecologia em cursos de graduação em Sergipe quanto à utilização de aulas de campo

Tatiane Santos Silva, Isabela Santos Correia Rosa, Daniela de Vasconcelos Brito, Myrna Friederichs Landim

Resumo


O uso de aulas de campo no ensino de Ecologia é essencial, pois contribui tanto para o aprendizado dos alunos, quanto para sua sensibilização para as questões ambientais. Este trabalho objetiva analisar a utilização de aulas de campo em ambientes naturais do Estado de Sergipe, em cursos da Universidade Federal de Sergipe, nas modalidades presencial e à distância. Foram aplicados questionários a alunos de graduação que cursaram disciplinas relacionadas à área de Ecologia. Os alunos citaram os ecossistemas e as Unidades de Conservação visitadas e as atividades desenvolvidas. Apresentaram ainda dificuldades, como falta de transporte, material, horário compatível, e mesmo de interesse do professor, como fatores responsáveis pelo número de aulas práticas aquém do esperado por eles. Mais investimentos em recursos humanos e materiais são necessários para transpor as dificuldades observadas, para que esse tipo de atividade seja parte integrada e essencial do ensino de Ecologia.

Palavras-chave


Ensino de Ecologia; Graduação; Aulas de campo; Sergipe

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.