Irradiação gama em amendoim para controle de Aspergillus flavus

L. F. Costa, E. B. da Silva, I. S. Oliveira

Resumo


O cuidado no armazenamento de grãos, controlando umidade e temperatura, previne doenças fúngicas em amendoins e o desenvolvimento de fungos filamentosos em alimentos e rações, que pode resultar na produção de toxinas, conhecidas como micotoxinas. A radiação ionizante é um método preventivo de segurança alimentar, promovendo a inibição de brotamentos, retardo na maturação, redução da carga microbiana, eliminação de micro-organismos patogênicos, esterilização, desinfecção em grãos, cereais, frutas e especiarias. Este trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da radiação gama na inibição do crescimento de fungos aflatoxigênicos e na composição nutricional em amendoim. As amostras foram obtidas diretamente de um produtor de Petrolândia-PE e da Central de Abastecimento de Pernambuco (CEASA-PE). Os grãos com/sem vagem foram embalados e submetidos à irradiação nas doses de 6, 9, 12 e 15 kGy. Foram analisados: composição nutricional e crescimento fúngico nas amostras, antes e após a irradiação. A análise estatística foi realizada empregando-se com o teste de Mann-Whitney-Wilcoxon. Os resultados mostraram que as amostras originadas da CEASA-PE apresentaram as maiores taxas de contaminação. A radiação foi eficiente na inibição de fungos aflatoxigênicos, conseguindo eliminar a ação dos fungos, independentemente da dose. Apenas uma amostra não-irradiada, originada da CEASA-PE, apresentou produção positiva de aflatoxinas em meio LCA. Não houve diferença significativa nos valores da composição nutricional, com o aumento da dose de radiação. A irradiação mostrou-se um processo eficaz para conservação de amendoins, pois previne o crescimento de fungos, principalmente produtores de aflatoxinas, tornando-o mais seguro para consumo, sem alterar sua composição nutricional.

Palavras-chave


amendoim, Aspergillus flavus, radiação gama.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.