Poesia Ambiental De João Batista Melo: Poeta Popular/ Que Tem Muito A Ensinar/ Veio Do Sertão Ao Rio/ Pra Sua Cultura Divulgar.

Autores

  • R. D. V. L. de Oliveira 1Programa de Pós-Graduação em Ciência Tecnologia e Educação CEFET/RJ
  • G. R. P. C. Queiroz UERJ- Instituto de Física Armando Dias Tavares- DFAT

Palavras-chave:

CTS-ARTE, Literatura de cordel, Educação Ambiental.

Resumo

O presente trabalho pretende divulgar a obra de um poeta popular chamado João Batista Melo e ressaltar a possibilidade de sua utilização em sala de aula a partir de um referencial que estabelece relações entre Ciência, Tecnologia, Sociedade e Arte. Nascido em Itabaianinha, Sergipe, e morador de Niterói, Rio de Janeiro, responsável pela divulgação da literatura de cordel, João Batista é membro da Academia Brasileira de Cordel e possui diversas obras com a temática ambiental. Um de seus cordéis, “A falta d’água no mundo”, foi homenageado pela ONU e possibilita reflexões sobre a situação ambiental. Além desse, títulos como “O gemido da lagoa”, “O pré-sal, a rolinha e os gaviões” e “O menino que virou rio” permitem discussões sociocientíficas na educação em ciências valorizando a cultura popular e a literatura de cordel.

Downloads

Publicado

2013-08-05