Diversidade da entomofauna em um plantio experimental de eucalipto (Eucalyptus) no estado de Sergipe

L. C. Paz, D. A. F. G. Castaneda, G. T. Ribeiro, M. J. C. Santos

Resumo


Para avaliar as relações existentes entre o número de espécies de inseto e o número de indivíduos ocorrentes em um ecossistema, utiliza-se dos índices de diversidade. O objetivo do trabalho foi realizar um levantamento avaliando a riqueza e abundância da entomofauna num plantio experimental com três clones de eucalipto e verificando qual dos clones apresenta uma maior diversidade de insetos associados. Foram realizadas três coletas, sendo utilizadas armadilhas de solo e redes entomológicas para captura dos insetos, na avaliação da diversidade dos insetos na área foram utilizados os seguintes parâmetros: Índice de Riqueza (IR); Índice de Gleason (Dg); Diversidade de Menhinick (Db). todos os índices utilizados foram adaptados para utilização por ordem. Ao longo das três coletas realizadas foram encontrados insetos pertencentes a oito ordens, sendo as mais abundantes e presentes em todas as áreas coletadas e armadilhas os Hymenoptera e Orthoptera, atingindo 89% dos insetos coletados. O clone E02 possui o maior número de ordens associados e o menor número de indivíduos coletados, por outro lado, o clone E01 possui o menor número de ordens associadas e possui o maior número de indivíduos coletados, com aproximadamente 39% dos insetos coletados

Palavras-chave


diversidade; insetos; eucalipto

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena

Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.