Caracterização nutricional de farelos de pinhão-manso

Autores

  • Claucia Aparecida Honorato Centro Universitário da Grande Dourados – UNIGRAN,
  • Cesar José da Silva EMBRAPA Agropecuária Oeste

Palavras-chave:

biodiesel, resíduos agroindustriais, Jatropha curcas L.

Resumo

Este trabalho teve como objetivo avaliar a composição química de farelos de pinhão-manso in natura e submetidos ao processo de detoxificação. Foram utilizados FPM - farelo de pinhão-manso, - FPMd -farelo de pinhão-manso detoxificado, FPDa - farelo de pinhão-manso detoxificado e autoclavado. Estes produtos foram analisados quanto aos seus teores de umidade, proteína bruta, extrato etéreo, cinzas, carboidrato, energia metabolizável, aminoácidos livres, incrementos de fibra alimentar e proteína bruta e composição minerais. Os resultados das análises bromatológicas dos farelos de pinhão manso demonstram diferenças na sua composição conforme o processamento aplicado para detoxificação. Os teores de proteína bruta e aminoácidos livres apresentaram-se menores nos farelos submetidos ao processo de detoxificação. O processo de detoxificação resultou em um incremento de fibra. A composição mineral também apresentou alteração nas tortas de pinhão-manso detoxificadas. Conclui-se que o processo de detoxificação da torta de pinhão-manso promoveu aumento nos teores de carboidratos, lipídeos e fibra. 

Biografia do Autor

Claucia Aparecida Honorato, Centro Universitário da Grande Dourados – UNIGRAN,

 Centro Universitário da Grande Dourados – UNIGRAN, Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, Medicina Veterinária, Rua Balbina de Matos, 2121 – Jd. Universitário CEP 79.824-900, Dourados-Mato Grosso do Sul, Brasil

Cesar José da Silva, EMBRAPA Agropecuária Oeste

EMBRAPA Agropecuária Oeste, Laboratório de Plantas Oleaginosas, BR 163, km 253,6 - Caixa Postal 449, CEP 79804-970 - Dourados-Mato Grosso do Sul, Brasil

Downloads

Publicado

2013-09-24