Desenvolvimento das aulas experimentais de química pelo tutor: um estudo no Pólo Maceió do curso EAD da UFRN

Fábio Adriano Santos da Silva, Elton Casado Fireman

Resumo


No presente trabalho, de natureza qualitativa, tratamos de um estudo etnográfico no qual o primeiro autor atuou simultaneamente como tutor e pesquisador. Desenvolvemos o estudo no Pólo Maceió do Curso de Licenciatura em Química EAD da UFRN, localizado no Campus da UFAL. Tomamos como objeto de estudo as aulas experimentais elaboradas pelos Professores do Curso de Licenciatura em Química EAD da UFRN e ministradas pelo Tutor de Laboratório de Química no período compreendido de 2008 a 2010, objetivando verificar se as aulas experimentais propostas pelos Professores e ministradas pelo Tutor contribuem para a formação reflexiva dos licenciandos do curso. Para tanto, fizemos (i) leitura do Projeto Político-pedagógico do Curso de Licenciatura em Química EAD da UFRN, (ii) leitura das aulas experimentais propostas pelo Professores, (iii) registros em Diário de Bordo das aulas experimentais sob orientação do Tutor. Observamos que os resultados desse acompanhamento demonstraram que a experimentação na Licenciatura em Química EAD da UFRN, e como conseqüência a formação que ela oferece, está fortemente ligada à racionalidade técnica, contribuindo pouco para a formação reflexiva dos licenciandos do curso.

Palavras-chave


Formação de professores; Laboratório didático; Tutoria

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Scientia Plena
Licença Creative Commons
Todo conteúdo deste periódico, salvo quando explicitado de forma diferente, está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.