Pós-tratamento de efluente de tanque séptico utilizando filtros intermitentes de areia operando em condições tropicais

Autores

  • Maria Luciana Dias de Luna
  • José Tavares de Sousa
  • Vera Lúcia Antunes de Lima
  • Aaron de Sousa Alves
  • Howard William Pearson

Palavras-chave:

nitrificação, tecnologia sustentável, reúso agrícola

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi avaliar o desempenho de filtros intermitentes de areia, no pós-tratamento de efluente de tanque séptico operado sob condições tropicais. O sistema experimental era composto por um tanque séptico, constituído de três câmaras com defletores longitudinais na primeira câmera e incluindo um tanque de equilíbrio integrado. Este foi seguido por dois filtros de areia intermitentes que operaram em paralelo com área superficial de 1,94 m² cada. A profundidade de areia no filtro 1 foi de 1m e no filtro 2, 0,5m. Os filtros eram alimentados com efluente do tanque séptico através de sistema de sifão por 5 minutos a cada três horas (8 ciclos por dia). A qualidade sanitária dos efluentes finais e eficiência de nitrificação dos filtros foram monitoradas durante um período de um ano. A eficiência de remoção de coliformes termotolerantes foi de 3 unidades log de remoção no filtro 1 e 2 unidades log no filtro 2, quanto a ovos de helmintos a remoção foi total. A concentração de nitrogênio amoniacal foi reduzida de 34 mg N-NH4+ L-1para 6,3 e 5,6 mg N-NH4+ L-1respectivamente, nos efluentes dos filtros 1 e 2, representando uma diminuição na concentração de amônia de ~ 81% para o efluente do filtro 1 e ~ 83% para o filtro 2. A concentração média de nitrato foi ~ 28 mg N-NO3- L-1 e ~ 35 mg N-NO3- L-1 para os filtros 1 e 2, respectivamente.

Downloads

Publicado

2013-09-24